Buscar
  • Odonto Brasília

Como manter a saúde bucal pode melhorar a sua imunidade

Escovar os dentes corretamente é uma das formas de neutralizar bactérias, vírus e fungos transmissores de doenças.

Uma das formas mais importantes no combate aos patógenos, sem dúvida nenhuma, é a higiene geral, que deve ser realizada diariamente. Na contenção contra a disseminação de vírus e bactérias pelo corpo, infectologistas e pneumologistas recomendam uma boa alimentação, a prática de exercícios físicos e o enxágue das mãos sempre que necessário. Mas, vale lembrar que, segundo os cirurgiões-dentistas, manter a saúde bucal também é essencial para diminuir os riscos de doenças graves e gripes.


boca é uma das principais vias de contaminação do organismo, uma vez que é uma região de fácil acesso, está constantemente úmida e recebe diversos tipos de produtos externos ao longo da vida. Quando bem cuidada, ela pode evitar problemas sérios, como diabetes, hipertensão, colesterol alto, DPCO (Doença pulmonar obstrutiva crônica), asma, osteoporose, derrame cerebral, câncer, mal de parkinson, Alzheimer entre outras.


“Conscientizar todos os cidadãos sobre os fatores de risco e promover bons hábitos de higiene oral são necessários em qualquer ocasião. A boca desempenha importantes funções que repercutem na saúde do organismo como um todo e muitos não sabem disso por pura falta de informação. Uma boa higiene bucal diminui o risco de quadros clínicos futuros”, explica o Presidente da ABO SP (Associação Brasileira de Odontologia) e cirurgião-dentista, Dr. Mário Cappellette Junior.


Cuidados essenciais na hora manter a saúde bucal em dia


Comece pelo básico

Lavar as mãos é o primeiro passo básico para iniciar uma excelente higienização. Nunca começar a escovação dos dentes sem esse procedimento básico, que é universal no sistema de saúde mundial.


Quantas vezes escovar?

No ritual diário de higiene bucal, recomendamos escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, após as principais refeições (café da manhã, almoço e jantar), principalmente antes de dormir, pois durante o sono o fluxo salivar diminui, deixando a boca mais seca.


Passando o fio dental

Se possível, utilizar o item toda vez que terminar uma refeição, antes da escovação. Isso evita que restos alimentares se aglomerem na boca. Enrole aproximadamente 40 centímetros do produto ao redor de cada dedo médio, deixando uns dez centímetros entre eles. Segurando o fio dental entre o polegar e indicador das duas mãos, deslize-o levemente para cima e para baixo, entre os dentes. Passe, cuidadosamente, ao redor da base de cada dente, ultrapassando a linha de junção com a gengiva. O segredo está no jeito e não na força.


Muito além dos dentes

Higienizar a língua e massagear a gengiva juntamente com a escovação dentária de praxe é essencial. Para uma limpeza completa, pode ser necessário a compra de um raspador. Comece pela parte de trás, em direção à ponta da língua. Passe a ferramenta duas vezes, uma do lado direito e outra do lado esquerdo. Não é necessário aplicar muita força.


Escovei. E agora?

Usar sempre um enxaguante bucal para auxiliar na limpeza da boca após a escovação. Os produtos à base de álcool devem ser evitados, pois atacam a superfície dos dentes, deixando-os mais porosos e causando ressecamento. Utilizar conforme orientação do cirurgião-dentista, sempre que for necessário.


O que evitar à mesa?

Manter alimentação saudável, evitando alimentos que facilitam o surgimento de cáries como a ingestão de sucos ácidos, alimentos processados, refinados ou em forma de carboidratos.


Os principais utensílios

É muito importante escolher adequadamente os produtos de higiene pessoal. É indicado o uso de escovas com cerdas macias e a cabeça adequada ao tamanho bucal para que se alcance todas as estruturas. Um creme dental com flúor e baixa abrasividade para evitar desgaste do esmalte e enxaguante.


Em caso de prótese

Em alguns casos, principalmente na terceira idade, esses cuidados precisam ser maiores, pois existem alguns fatores que contribuem para o enfraquecimento dos dentes e da gengiva.


  • Após todas as refeições é necessário retirar a prótese para limpeza. A escovação deve ser feita com escova macia e pasta especial. Limpe todos os lugares e não use água quente, pois pode danificá-la.

  • Antes de dormir, retire a prótese e mergulhe-a em um copo com água com uma colher de água sanitária. Só coloque-a novamente no dia seguinte. A boca do idoso deve estar bem limpa, com direito a bochecho, massagem na gengiva e escovação da bochecha e língua.

  • A correta instalação da prótese é essencial, uma vez que mal encaixada pode provocar lesões.


Caso ainda tenha alguma dúvida, consulte o seu dentista. Nenhum método ou instrução deve causar dor ou incomodo. Preste atenção a todo o processo!


Matéria Retirada do site: altoastral.com.br

7 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

© 2019 desenvolvido por Agência OX.